sábado, 26 de novembro de 2016



VESTIDO FRANJAS
SHOULDER
TAM. P
SEMINOVO
R$ 50,00










VESTIDO XADREZ VERMELHO
LE LIS BLANC
TAM. M
SEMINOVO
R$ 30,00









CASAQUETO PRETO
TAM. 42
SEMINOVO
R$ 40,00












Sobre Uó! E como comprar no Uó!

Olá gente!!

Além do tipo de pagamento e das entregas citadas abaixo, agora você conta também com o PAGSEGURO, rápido, fácil e seguro!!

Criei este espaço para divulgar um cantinho de coisas que a mulherada adora !!São roupas e acessórios novos e seminovos.....tem importados e algumas grifes.....vestidos, saias, calças, bijoux, sapatos, bolsas e muito mais!  Com um precinho amigo!

 As vendas serão entregues via Sedex ou Pac ( estes por conta do comprador) ou conforme  combinado. A entrega das peças serão feitas em até 48hs após a confirmação do pagamento via depósito.

Para comprar, mande uma mensagem via e-mail (uodobrecho@uol.com.br) ou pelo blog, e não esqueça de deixar seu e-mail.

O pagamento poderá ser feito através de depósito bancário (banco Santander ou Bradesco).
Aceito reservas por no máximo 03 dias, após este prazo a peça será liberada para venda.


Não aceito devoluções....qualquer dúvida será esclarecida antes de efetivar a compra.


Ah! Gente!!Vamos reciclar a moda também!!Brechó é uma maneira sustentável de consumir!

Beijinhos e aguardo a todos!!

Samantha.


E-mail: uodobrecho@uol.com.br

Um pouco da história dos Brechós.....

Os brechós cresceram e viraram as lojas preferidas das pessoas antenadas em moda e estilo. Já se foi o tempo em que o brechó era discriminado e visto como única saída para quem não tinha condições de comprar roupas novas.
É possível achar peças incríveis como casacos e bolsas de couro, óculos de sol antigos com todo ar retrô....e muito mais. E o melhor de tudo é o preço, é quase um convite as compras, impossível de resistir e fácil de pagar.

Não havia nada de glamour nos primeiros brechós e eram apenas lojas de roupas de segunda mão.
A moda vintage surgiu com o começo das releituras feitas do passado no lançamento de coleções novas.
Foi então que a moda mostrou ao mundo fashion que usar coisas antigas era algo permitido e até chique!!
E a modernidade passou a ser contraditória: Vestir-se com coisas do passado é a nova tendência. a ideia foi evoluindo e deu aos brechós poder absoluto, e hoje estão cada vez maiores, mais cheios e com mais adeptos.
A moda vintage começou a se propagar na metade da década de 90 na Europa e depois para o resto do mundo.


No Brasil
Foi a cantora Maysa Monjardim quem trouxe a moda dos brechós para o Brasil em 1972, e criou o Malé Lixo, em Copacabana, no Rio de Janeiro. No brechó, tipo de loja que a cantora conheceu através de suas viagens à Europa, ela comercializava roupas, calçados, bolsas e acessórios usados por ela e amigos. Mesmo com a inovação da cantora e o início do estilismo brasileiro, a popularização dos brechós no país só aconteceu 30 anos mais tarde.

maysa_monjardim

O objetivo do brechó é atender a todas as classes sociais, com interesses que variam desde a procura por marcas famosas até a economia na aquisição de produtos.
Como a moda vive se reinventando, o brechó acaba sendo o celeiro desse movimento. A combinação de roupas de décadas passadas com peças originais possibilita aos consumidores fugir do lugar comum e adotar estilos únicos.


As famosas que adoram brechó!
agyness_deyn1
A modelo Agyness Deyn é adepta de carteirinha!
ashley-mary-kate-olsen-hermes-bags
As irmãs Ashley e Mary Kate Olsen com as bolsas Hèrmes de brechó
angelina_jolie_NY_brecho_LA_dress_26US_veludo
Angelina Jolie com vestido vintage comprado em um brechó em Los Angeles por U$26 dólares

talma_freitas
Talma Freitas
Thaila_Ayala_oculos_brecho
Thaila Ayala com óculos retrô de brechó



POR QUE USAR ARTIGOS DE BRECHÓ?


Muitas pessoas me perguntam sobre o consumo de produtos de brechós, algumas com olhar de desconfiança, me perguntam muito sobre a questão energética que envolve adquirir roupas que pertenceram a outras pessoas, e algumas sempre acham que as roupas pertenceram inevitavelmente a pessoas que já desencarnaram.
Pensei....existe um documentário sobre a mão de obra escrava na confecção de roupas na China. Assistir a esse doc. responde a essas perguntas.



Trecho do documentário "China Blue"


A personagem deste documentário passa os dias a tirar linhas das calças jeans, outra prega botões, outro passa as peças e assim por diante. Não há folga, são 7 dias de trabalho e muitas vezes o salário miserável que é oferecido atrasa em até 3 meses, sem que possam fazer nada. Greves são proibidas e muitos dos empresários são ex chefes de polícia ou políticos influentes e poderosos. Quando nas raras vezes existe uma inspeção ou visita de compradores nas fábricas, o chefe passa um memorando avisando o que devem dizer a esses visitantes e tudo parece muito agradável e dentro das leis. as fábricas contam com 150 200 funcionários e os índices de suicídio são elevados. A empresa rodeou de altas grades os terraços e telhados para evitar que alguns trabalhadores se lancem, e todos tem que assinar uma declaração de que não se vão suicidar . A mais bizarra declaração contratual que se conhece no mundo!!!
                                            
E se para quem lê agora parece que apenas não comprar produtos com a etiqueta MADE IN CHINA não estará contribuindo com certos abusos, está errado, neste documentário (CHINA BLUE-2007) um dos contratantes é justamente a marca LEVIS, que paga apenas cerca de 4 dólares por calça jeans fabricada e cada funcionário recebe 2 centavos por hora trabalhada.
Deste modo, comprar produtos em brechó se torna de fato uma saída para o não fortalecimento desta fábrica de abuso e sofrimento, se energeticamente alguém se sente mal porque possivelmente use roupas de alguém que já morreu, saiba que ao usar sua calça LEVIS novinha em folha, ela vem carregada energeticamente deste sofrimento todo.
E tem mais.......sabiam também que a maioria das doações dos brechós são advindos de classes sociais com maior poder de consumo que descartam suas roupas e demais produtos de acordo com a estação do ano ou de acordo com os ditames da moda atual, que sabemos: Sempre volta!!!

quinta-feira, 10 de novembro de 2016

quarta-feira, 26 de outubro de 2016

quinta-feira, 6 de outubro de 2016

SAIU O CALENDÁRIO COM AS DATAS DOS PRÓXIMOS BAZARES!! NÃO FIQUE DE FORA, VENHA EXPERIMENTAR AS PEÇAS!!